#VIVERDEVAGAR · NOVEMBRO


@earth.sustainable.living

O #viverdevagar Novembro, vem mais cedo do que o costume. Na verdade, tento sempre que venha no início do mês seguinte, mas não tenho conseguido. Aproveitei o fim-de-semana alargado, antes da confusão do Natal começar, para adiantar “serviço” aqui no slower e noutras frentes.

Não há mês mais desafiante para se #viverdevagar e em que este propósito tenha tanto significado como Dezembro. Há sempre coisas que ficam por fazer, no entanto. No ano passado, os cartões de Natal que pintámos não chegaram a ir para o correio, por exemplo. Mas tranquilo, não há natais perfeitos.

@edien_
@rakelms23

Em Dezembro, damos nosso o melhor, mesmo sabendo que vamos chegar atrasados a alguns sítios, que o botão da camisa do concerto de natal ficou pregar, que não vamos conseguir estar com todos os que gostaríamos. E não faz mal, há vida depois do Natal – chama-se Ano Novo. Importante é fazer tempo e espaço em branco nos nossos dias para as tradições mais queridas e deixar para trás as que existem apenas porque “sempre foi assim”, as que acrescentam stress ou as que nos deixam com a conta a zeros.

@ritagoesto
@mmeialua
@geoffreyandgrace

Sugiro mesmo, que olhem para a vossa agenda e concentrem-se em apenas 5 actividades não negociáveis. As que são para todos e não só para um. As querem mesmo que aconteçam e programar para isso. O resto, é pôr na gaveta do “se der, deu” e tudo fica mais leve.

Para se entrar no espírito do Natal, não é preciso fazer mais, é preciso fazer menos. Simples e tranquilo às vezes é bom – senão mesmo o melhor, especialmente para quem tem crianças pequenas. Não é preciso acrescentar novidades, há um enorme conforto na repetição das coisas boas, mesmo que seja a “Música no Coração” pela 23ª vez.

E lembrar: não é à toa que o Natal é no mês da noite mais longa do ano e em que a natureza está adormecida. A ideia é recolhimento e preparar a renovação.

É ir com calma, seguir o nosso instinto e gozar tudo o que este mês nos trás, a euforia e a tranquilidade. Está no tudo no equilíbrio desses momentos.

@rita.olivarbo
@claudiagoncalvesganhao
@analima236

Entretanto, chego ao fim do post e apercebo-me que o #viverdevagar novembro foi engolido por dezembro. É o que me vai na alma: o Natal e um final de ano que me apanha sempre na curva ahah.

Como sempre, um enorme obrigada pelas vossas partilhas #viverdevagar, que vão sendo uma inspiração para todos. Estamos quase a chegar às 2000 imagens, sabiam?

Até já!
Filipa

É designer gráfica. Vive em Lisboa e tem dois filhos. Gosta de dias que se desenrolam sem planos, de caminhar, de fotografia e não passa sem doses maciças de sol. Da vontade de abrir caminho para uma vida mais simples, em sintonia com o seu ritmo e o da natureza, inicia o blogue Slower em 2015. Dois anos depois, abre a casa a colaborações e torna o Slower numa comunidade participativa. Acredita que um dia ainda vai fazer um inter-rail com os filhos e que eles vão gostar. É uma optimista.
PARTILHAR Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestGoogle+Email to someone

COMENTAR