SETE DIAS SETE PRATOS · OS CAVACOS


Conhecemos os Cavacos em 2011. Na altura tinha o Jacinto 4 anos e passava os dias a cantar de cor as canções do Tiago. Um dia o Francisco viu o Tiago na rua e, literalmente “seguiu-o” para lhe pedir um autógrafo para levar ao Jacinto. Conversaram muito nesse dia.

No dia seguinte o Tiago, que era na altura pastor numa igreja perto do trabalho do Francisco, apareceu para um café, mais conversa e ainda lhe ofereceu uma série de discos da “Flor Caveira“. Daí nasceram muitas conversas e uma grande amizade. Entre eles, entre nós, entre todos.

Tenho uma grande admiração pela tranquilidade desta família, a sua simpatia e organização. Queridos leitores, esta semana com vocês no Sete dias Sete pratos, os Cavacos:

É difícil definir a minha actividade profissional, porque se divide entre o serviço da Igreja, que não tem horários e é muito diversificado, e a família. Tanto posso trabalhar na Igreja durante o dia, como recebemos pessoas ao serão. Ao mesmo tempo, tenho os mais novos em ensino doméstico num projecto-escola e a mais velha comigo a tempo inteiro em ensino doméstico tradicional. A nossa dinâmica familiar é gerida em função destas coisas todas juntas e nem sempre é simples ou fácil. Mas Deus ajuda.

Na casa dos Cavacos, somos da fruta e dos legumes. Juntamente com ovos, são a base da nossa alimentação. Gostamos de comida simples, sem grandes complicações e optamos por acompanhamentos de legumes (comemos massa e arroz, mas passamos também muito tempo sem os comer, varia).

Geralmente jantamos cedo, e sentamo-nos sempre à mesa (excepção ao domingo, ler na ementa). As refeições são mais do que alimento para o corpo, são um encontro da família que tira tempo intencionalmente para estar junta, mesmo nos dias mais caóticos.

Gostaríamos mesmo muito de comer tudo biológico, mas infelizmente o nosso orçamento é limitado, e o investimento que fazemos na frutaria das traseiras já pesa o suficiente na carteira. Sempre que possível, investimos no comércio tradicional e nunca dizemos não a amigos que vêm carregados com legumes e azeite de outras terras.

Digamos que, apesar de termos a nossa casa frequentemente cheia de amigos e família, e de gostarmos muito de o fazer, nem sempre temos as condições ideais. A nossa cozinha é mesmo muito pequena e dificulta a gestão destas coisas todas. Ainda não perdemos a esperança de ter um espaço mais operacional, e não queremos que esta limitação que muitas vezes nos frustra seja impeditivo para nada (até agora não tem sido).

SEGUNDA-FEIRA · Salada de atum com feijão frade
Atum, feijão frade, ovo cozido, alface, tomate e cenoura ralada. Temperamos com azeite e sal. É só isto e é dos pratos preferidos de todos.

TERÇA-FEIRA · Salmão com legumes
Salmão na frigideira com cebola e alho até ficar tostado. Muitos brócolos e um ovo cozido para cada um.
Batatas doces com casca, temperadas com alecrim e sal. Assadas no forno.

QUARTA-FEIRA · Bifes de perú com salada
Bifes temperados com limão, alho e sal, grelhados com salada de alface, tomate, cenoura e cebola.
Há dias em que nos apetece arroz branco e fazemos um refogado com cebola, juntamos arroz agullha e colocamos a quantidade a dobrar de água e temperamos com sal.

QUINTA-FEIRA · Ervilhas com ovos escalfados
Numa frigideira, fazemos refogado com cebola e alho, juntamos ervilhas congeladas, gambas também congeladas, tapamos até cozer. Na fase final, juntamos os ovos e esperamos que escalfem. É sempre um sucesso e geralmente temos de fazer mais ovos do que pessoas.

SEXTA-FEIRA · Medalhões de pescada com couve e cenoura
Batatas doces (com casca) cortadas em cubos, água, sal e azeite. Demoram a cozinhar cerca de 30 minutos na temperatura máxima do forno. Tem de se vigiar e ir juntando água pontualmente.
Ao mesmo tempo, no fogão, refogado de cebola e alho, juntar com os medalhões, couve coração de boi e cenoura ripada Tapar e deixar cozinhar.

SÁBADO · Lombo de porco com castanhas e puré de maçã
Temperamos o lombo com louro, alecrim, sal grosso e sumo de laranja (e laranja às rodelas) de véspera. Levar ao forno a 160º e quando der sinais de estar cozinhado, regar com uma mistura de vinho branco, limão e vinho do Porto. Deixar tostar.
Cozinhar ao vapor maçãs reinetas e triturar.
Cozer castanhas com erva doce. Servir tudo junto.

EXTRA · Queques de aveia e maçã
Por ser sábado, e ser o nosso único dia de descanso, pode haver lugar a um doce. Um dos preferidos por aqui são os queques de aveia e maçã, especialmente porque não levam farinha nem açúcar:
6 ovos, 4 colheres sopa de óleo de coco, 4 colheres de sopa de mel, 2 maçãs, 2 cenouras, 2 chávenas aveia, 2 colheres chá canela, 2 colheres chá bicarbonato de sódio.
Triturar tudo, bater, levar em formas ao forno. Esta receita dá para 25 queques.

DOMINGO · O que calhar
O domingo é um dia de trabalho e cheio, geralmente chegamos muito cansados ao final da tarde. Por isso, nunca temos a preocupação de jantar. Temos sempre iogurtes gregos, juntamos o que há de fruta. Tanto pode ser morango, banana e mirtilos, como banana e frutos secos.

Temos sempre queijo e paio, que se comem como apetece. Sei que nos dias de hoje o pão pode ser um elemento bastante desprezado, mas na casa dos Cavacos há refeições em que o pão substitui um prato. Sem qualquer tipo de culpa.

Se for o caso de o frio estar a chegar, como agora, há um caldo muito rápido de fazer e que reconforta o corpo e a alma. Levar água ao lume com alho picado, coentros e sal. Deixar ferver e juntar um ovo por pessoa, mexer mal e desligar.

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.
PARTILHAR Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestGoogle+Email to someone

COMENTAR