SETE DIAS SETE PRATOS · MARIA CORDOEIRO II


Há uns dias atrás disse à Filipa que não se preocupasse com o Sete Dias Sete Pratos desta semana, que eu já estava a tratar disso. Queria fingir a mim mesma (e a ela) que estava a começar o ano muito mais organizada e aplicada. Também adoraria dizer que sou tão planeada que já tinha na manga uma série de ementas prontas a publicar. Só que não.

Para além disso a semana já ia a meio e, não queria ser indelicada e apressar os nossos convidados ao dizer-lhes que precisava de uma ementa semanal para “ontem” com fotografias e isto e aquilo. Fiquei com um berbicacho nas mãos.

Então pensei: das duas uma, ou não fazíamos a rubrica esta semana ou… Fazia eu! E porque não esta segunda hipótese?! Se foi connosco que começou o Sete Dias Sete Pratos também pode connosco iniciar 2018.

Cheia de boas intenções “semanais”. E claro, depois dos excessos deliciosos das festas, uma ementa bem saudável, esta semana cá por casa.

Este ano, como estou resolvida a fazer as “promessas” de início do ano de semana em semana, prometo para a semana ser mais organizada e ter esta rubrica preparada e pronta a publicar dois dias antes. (Será!?) Tudo impecável. Aproveito também para vos convidar a fazer parte e partilharem connosco a vossa selecção de refeições aí por casa! Enviem um mail para ola@slower.pt a sugerir que nós, logo logo entramos em contacto com vocês!

Bom ano a todos queridos leitores do Slower e… Que o ano comece bem devagar.

SEGUNDA-FEIRA · Açorda Alentejana
Este é dos típicos. E dos aconchegantes. E dos simples. A receita é conhecida de todos, mas eu cá sigo a receita da grande Maria de Lurdes Modesto. Tão fácil como ferver água, picar 4 dentes de alho e juntar um bom punhado de coentros e de sal grosso. Colocar numa terrina e regar com bastante azeite e, por cima colocar a água a ferver. Em cada prato colocar uma fatia de pão duro e um ovo estrelado, escalfado ou cozido. Por cima colocar duas conchas de caldo.
Apesar de ser apenas uma sopa, gostamos muito de fazer dela uma refeição, pois com o ovo e com a fatia de pão fica um prato bem consistente.

TERÇA-FEIRA · Filetes de peixe de espada preto ao vapor com batatas e legumes também eles ao vapor
A minha “amiga secreta” no nosso Natal em família foi a minha cunhada Maria Ana. Ofereceu-me esta cesta de cozer a vapor que eu adorei. É perfeita porque tem dois andares, o que significa que posso colocar no andar de baixo os alimentos que demoram mais tempo a cozinhar e por cima os mais rápidos. Neste caso coloquei por baixo batatas e cenouras e, em cima os filetes de peixe bem frescos. Não é preciso grande ciência neste prato. É saudável e sabe mesmo bem.

QUARTA-FEIRA · Falafel
Este é um prato que fazemos muito cá em casa. Não é mega saudável só pelo facto de ser frito. Fora isso é uma delicia e é elaborado com uma das minhas leguminosas preferidas. Acompanha com uma boa salada e uma maionese caseira.

QUINTA-FEIRA · Esparguete com curgete e mangericão
Este é um prato que por ser simples de mais às vezes até irrita (para quem gosta de cozinhar, como eu). Os miúdos adoram e faz sempre um sucesso, seja como acompanhamento ou prato principal. Pomos o esparguete a cozer e, enquanto isso ralamos num ralador duas curgetes inteiras. Preparamos um frigideira com um fio de azeite e um dente de alho, salteamos a curgete ralada até amolecer. Escorremos a massa e colocamos na frigideira. Envolvemos bem. Por fim, apuramos com pimenta e folhas de manjericão também picadas. Serve-se com parmesão ralado.

SEXTA-FEIRA · Chili wraps sem carne
Sexta-feira cá por casa, ou é noite de filmes ou de jogos com os miúdos. Tentamos, por ser sexta feira, fugir à rotina e comer na mesa pequenina da sala sentados no chão. Variamos as refeições, mas gostamos de fazer alguma coisa que se coma sem talheres (ou seja com as mãos). Esta semana fazemos um bom chili mexicano, mas com soja em vez de carne. Depois, cada um faz o seu próprio wrap. Gosto de por os ingredientes em tacinhas para nos podermos servir na mesa como por exemplo queijo ralado, alface ripada, molhos, batata palha, cuscus, etc. Depois, já na mesa cada um recheia o seu wrap a gosto.

SÁBADO · Salada de feijão encarnado e queijo feta
Esta é uma receita da minha irmã. Quando me falou nela pela primeira vez, estranhei. Feijão encarnado frio em salada e com queijo feta, blergh… Mas depois, assim que experimentei mudei de ideias.
Esta é só uma sugestão de ingredientes podemos colocar muitos mais: feijão encarnado, agrião, aipo, cebola, milho, azeitonas, pimentos vermelhos, queijo feta. Tempera-se com um molho vinagrete simples e um ramo de salsa. Serve-se frio, de preferência e não precisa de acompanhamento.

DOMINGO · Pizza para nós. Pizza para eles

Maria Cordoeiro

É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.

PARTILHAR Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestGoogle+Email to someone

One Comment

  1. ai que bom! que bom! que bom! já não sei viver sem esta rubrica! adoro, adoro, adoro! e tem me ajudado imenso a variar as refeições lá por casa. Espero que chegue o dia em que eu própria possa dar o meu contributo.

COMENTAR