SETE DIAS, SETE PRATOS · MARINA COSTA AMADO


A amizade da Nina foi um dos bons “presentes” que esta “coisa” da Internet me trouxe.

A Nina era uma assídua e querida seguidora do seismaisdois. Um dia a Nina e o Ricardo escolheram vir festejar o primeiro aniversário da sua filha em Portugal e, recebi deles um e-mail a perguntar por sítios bonitos para um piquenique. Mas, na verdade eu sabia que o tempo andava incerto e então convidei-os para um lanche pequeno e familiar, para festejar o aniversário da pequena Thereza. E assim foi. A verdade é que desde que entraram na nossa porta nesse dia até hoje ficámos com uma forte amizade com esta família. Mesmo a um oceano de distância.

LER MAIS

UM ANO SEM CARRO · 6 LIÇÕES


Há coisa de um ano, o carro cá de casa morreu. Fiquei bastante abalada, mas não posso dizer que tenha sido uma morte súbita, pois já vinha dando sinais disso há tempos.

Agora era de vez. Num primeiro momento, paniquei. Com as nossas rotinas, era complicado passar sem carro. Estava tão habituada que parecia mesmo impossível fazer diferente numa família de um adulto para duas crianças. E como é que eu ia comprar um carro bonzinho, que não me morresse nas mãos tão cedo? Tardando a resposta, ou pelo menos uma que não implicasse endividamento ou adiar outros projectos indefinidamente, comecei a questionar a urgência dessa compra. Deixa ver como isto corre durante um mês ou dois, pensei eu. E de repente, um ano passou.LER MAIS

OFICINA DE MACRAMÉ


É um sonho muito antigo que tenho, aprender a fazer macramé. Depois de aprender, miserável, a fazer tricot a partir de vídeos do youtube e costura, sozinha por tentativa-erro, prometi a mim mesma que, no macramé, uma arte tão útil e bonita, tinha de ser exímia. Quero oferecer presentes de Natal feitos por mim e, com esta técnica dos nós, consigo fazer peças únicas e lindas. E quero fazer um porta-vasos para a nossa sala (e para o meu amigo secreto).

LER MAIS

SETE DIAS SETE PRATOS · MARIANA AMARAL


Esta semana no sete dias sete pratos trazemos uma família próxima de nós. A Mariana é casada e mãe de 3 rapazes com 8, 6 e 3 anos. Actriz de formação é fundadora da Companhia de Teatro da Chaminé e, quando não está a treinar dragões ou a ensaiar outras histórias fantásticas, é frequente encontrá-la na cozinha a fazer magia. É uma cozinheira criativa e de mão cheia, sempre com o cuidado de porporcionar uma alimentação saudável, apetecível e colorida aos seus rapazes.LER MAIS

2º MERCADO DE TROCAS


Quando criei o evento do 2º Mercado de Trocas, de forma um bocado impulsiva, indiquei que o excedente que sobrasse seria encaminhado para as vítimas dos incêndios deste ano. No entanto, quase imediatamente, tive dúvidas que roupa fosse uma necessidade de primeira linha. Falei com a Maria e ela rapidamente confirmou o que já suspeitava: roupa, tinham de sobra. Mais tarde, outras autarquias vieram dizer o mesmo.

LER MAIS

OFICINA DE PÃO


Deixar de comprar pão foi para nós, além de uma decisão, um longo caminho. Um compromisso connosco próprios que começou com uma pesquisa grande sobre todo este bonito processo. Que farinha, que fermento, que ritmos etc. etc. Mais tarde, deparámos-nos com um site de um tal padeiro português que vivia em Estocolmo e que percebia tanto de pão que trocou a informática pelo pão. A engenharia pela padaria. Rapidamente o seu site se tornou, para nós, uma bíblia do pão, onde aprendemos a aperfeiçoar o nosso pão, a fazer fermento e até um delicioso e insubstituível pão de leite (ou pão de hambúrguer) que tanto usamos lá por casa. Quando chegou a altura de escrever um livro convidámos – ainda sem o conhecer pessoalmente – o Paulo para partilhar connosco uma das receitas tanto usadas em nossa casa: o fermento caseiro.LER MAIS

SETE DIAS, SETE PRATOS · CONSTANÇA CABRAL


A nossa primeira convidada do Sete Dias Sete Pratos é, desde há muito tempo, uma grande inspiração para mim e devo-lhe muitas mudanças que fiz na minha vida (embora, provavelmente, ela não o saiba). Tive também o privilegio de a ter a contribuir para o meu livro com os seus “eco-sacos para fruta e legumes” que são hoje fundamentais nas minhas idas às compras.
Já tive o prazer de a conhecer pessoalmente na sua última vinda a Portugal e, apesar de nunca ter experimentado um dos seus pratos, tenho a certeza que é uma excelente cozinheira. Depois de lerem e verem a fotos vão perceber!LER MAIS

#VIVERDEVAGAR · SETEMBRO


@earth.sustainable.living

Setembro, da luz dourada, dos dias mais curtos, das praias vazias, de voltar a casa. É um dos meses mais importantes para mim e, creio que para muitos de vocês também. O dos recomeços, dos novos projectos e intenções renovadas.

Como sempre, foi inspirador seguir as vossas partilhas de fotografias e momentos #viverdevagar. Dá um gozo do caraças ver esta galeria e comunidade crescer.LER MAIS