#3 MIXTAPE · OÁSIS


slower_oasis_1
uma outra imagem de oásis que já tarda em chegar.

As quartas são o melhor dia da semana, logo a seguir às sextas. Às quartas apanho os miúdos na escola e seguimos para casa sem mais obrigações. Escola-casa, uma maravilha. A caminho da escola, vou imaginando o que vamos fazer com todo o tempo que temos. É que, se nos despacharmos, até conseguimos chegar a casa um bocadinho antes de anoitecer, aí pelas 17h45. Ora, até à hora do xixi-cama temos 4 horas e 15 minutos para gastar. Um oásis a meio da semana.

Há um piano para tocar, banhos para tomar, jantar para fazer… Sobra mais que tempo para pegar naquelas calças que precisam de um remendo, jogar futebol, fazer desenhos, contar cromos, pegar num livro e se calhar, ainda fazer um bolo para levar para o lanche da escola amanhã.

Chego à escola. O V. implora por mais 5 minutos de futebol. Os 5 minutos passam a 10, enquanto a A. me pede por favor, por favor, para a M. ir lá a casa brincar. Para a próxima combinamos de véspera, ok? O V. larga a bola e pega na mochila. Vou só buscar mais um leite mãe. Ao portão: a camisola e o casaco V.? Mais 10 minutos à espera, com a A. a pedir para irmos à loja do lado procurar aqueles fios xpto para fazer pulseiras para as amigas. Vá lá mãe, eu prometi-lhes, com aquele jeitinho-de-cabeça-descaída-ao-lado. Bufo e entramos na loja. As luzes gritam comigo, enquanto sou puxada por um braço. Não há fios xpto, dizem. Vamos embora, digo. É injusto mãe! Vamos embora, repito. Mas olha só mais isto mãe! Outro braço puxado. Vejo a saída, mas não tenho espaço para passar no corredor atafulhado de celofane. Agora o plástico também grita comigo. Dos miúdos já só oiço um som abafado. Tenho um deles pendurado no meu casaco. Falta-me o ar. ODEIO ESTA LOJA, sai-me em voz alta por lapso. Os miúdos encolhem-se e alinham-se para a saída. Envergonhada, peço desculpa aos donos com um olhar rasteiro enquanto me apresso a chegar à rua. Respiro. Vamos para o carro. Trovejo noções de consumo responsável e lugares comuns, de como não precisamos de ter mais isto e aquilo para sermos felizes. Esqueço-me de tomar o atalho pela direita e enfiamo-nos no meio do trânsito. Cerro os dentes. Chegamos a casa às 18h30.

O V. desaparece com a bola de futebol. A A. quer fazer pompons, desenhos, crochet, roupa para as bonecas, ver fatos de carnaval na internet, ouvir o Mamma Mia, comigo. Tentamos o crochet. A agulha é demasiado fina, a lã é demasiado grossa. Desistimos.

Ela toma duche. Ele continua lá fora com a bola. Eu ensaio uma tentativa de bolo que só irá para o forno depois deles se deitarem. Desembaraço cabelos. Vou mas é agarrar numa tesoura, penso. Seco cabelos. V. anda tomar duche! Ele desespera: É injusto! Logo agora que chegou o S. para jogar futebol! (Aparentemente a vida é injusta mais do que uma vez ao dia). Ok, mais 10 minutos. Volto para a cozinha. A A. gravita à minha volta tentando sacar-me o telemóvel para ver um episódio do Cascão.

O jantar está na mesa. Sentamo-nos eu e ela. O V. demora. A A. chateada que nem um perú: esta tarde foi uma seca, ninguém brincou comigo. Eu mordo a língua, lembrando os meus sonhos das 17h00. O V. chega finalmente e senta-se torcendo o nariz à sopa.

Escolho uma música e começo a dançar. A A. põe o som no máximo. O V. ri à gargalhada. Dançamos os três. Faço-os rodopiar na cozinha. A comida arrefece. Competimos para ver qual é o mais parvo na pista de dança. Obrigada Marisa Monte por me salvares o dia.

(Experimentem em casa, resultados garantidos com audiências difíceis. Mais inspiração aqui, via raparigascomonos)

PS. Entretanto, por nabice minha, não estou a conseguir pôr a playlist como deve ser. Fica o link aqui e aqui.

PARTILHAR Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestGoogle+Email to someone

2 Comments

  1. Tal e qual como aqui! Ainda hoje comentava com o Tiago que 4a é o melhor dia da semana! Nao ha natacao, nem supermercado, jantar fora, etc!… O tempo todo para eles até a hora do jantar! A Luisa saiu do banho ao som de uma valsa do Frozen e dancamos as 2! O ZM a assistir a rir!!! Na vez dele saiu da banheira com uma furia, sai da wc á frente fele a jingar ao som de uma musica qualquer! Uma risota!!! Dias felizes 🙂

COMENTAR