RECEITA . BARRAS DE GRANOLA CASEIRAS


De cada vez que vamos às compras, a minha filha pede-me que lhe comprar barras de granola. Na verdade, ela pede muitas outras coisas, mas como por esta altura já sabe que há coisas que não entram cá em casa, atira-se mais às barras de granola porque sabe que algumas delas passam no critério do saudável. Infelizmente essas não passam tão bem é no critério do bolso, por isso, da última vez que comprámos uma, olhei com atenção para a lista de ingredientes e resolvi experimentar fazer em casa.
Pesquisei algumas receitas pela internet e li a que vem no livro “Vegetariano Todos os Dias” para ter uma ideia das quantidades, passos a seguir e, mãos à obra.
As barras ficaram óptimas e são bem mais rápidas e fáceis de fazer do que imaginava. A A. adorou. O V. nem tanto, mas na segunda volta acrescentei 2 colheres de sopa de cacau e rendeu-se!
Aqui fica a receita para experimentarem, espero que gostem.

RECEITA BARRAS GRANOLA CASEIRAS

Faz 18 / 20 barras

Ingredientes
Mistura Molhada
25 Tâmaras Medjol ou 30 tâmaras naturais*
40g de côco ralado
30g de cacau
Mistura Seca
160g Amendoim crú ou tostado sem sal
80g Sementes de abóbora
40g Sementes de girassol
40g Aveia
30g Sementes de sésamo

Instruções
·
Usa um robot de cozinha ou uma trituradora potente para triturar grosseiramente o amendoim, as sementes de abóbora e a aveia. Reserva.
· Descaroça as tâmaras.
· Tritura todos os ingredientes da mistura molhada até formar uma pasta.
· Passa as mãos por água e com elas molhadas amassa a mistura molhada para formar uma bola.
· Introduz gradualmente a mistura seca e amassa até que o todo forme uma massa homogénea. Isto demora um pouco e ao principio a massa parece desfazer-se, mas com calma e humedecendo as mãos ela irá ganhar a consistência desejada e “agarrar” tudo.
· Estende papel vegetal e espalha a massa até esta ficar com cerca de 30 x 30 cm, com a ajuda de um rolo da massa. Pressiona bem para que fique compacta.
· Coloca num tabuleiro num forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 10 minutos.
· Deixa arrefecer e corta em barras.
· Embrulha em papel pardo ou vegetal e guarda numa caixa hermética. Mantém-se durante 2 semanas no frigorífico

Nota
Esta receita não tem açúcar nem outro adoçante adicionado, mas as tâmaras asseguram que as barras fiquem doces. Isto para vos dizer, que estas barras são saudáveis, mas não deixam de ter açúcar, ainda que presente naturalmente. Comer 3 de enfiada, poderá ser uma bomba de energia boa mas também contribuir para um pico de hiperglicemia.
Tenham atenção para comprarem tâmaras naturais ou medjol, pois as que se encontram nos supermercados comuns normalmente contêm açúcar e outros ingredientes.

É designer gráfica. Vive em Lisboa e tem dois filhos. Gosta de dias que se desenrolam sem planos, de caminhar, de fotografia e não passa sem doses maciças de sol. Da vontade de abrir caminho para uma vida mais simples, em sintonia com o seu ritmo e o da natureza, inicia o blogue Slower em 2015. Dois anos depois, abre a casa a colaborações e torna o Slower numa comunidade participativa. Acredita que um dia ainda vai fazer um inter-rail com os filhos e que eles vão gostar. É uma optimista.
PARTILHAR Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestGoogle+Email to someone

8 Comments

  1. Andava já há uns tempos a pensar nesta alternativa… Já fazemos muitas coisas cá por casa, mas as barriras ainda não me tinha aventurado!
    Agora que o rapazola leva todos os dias o lanche para a escola, vão dar imenso jeito!!! Este fim‑de‑semana de chuva vai ser óptimo para nos estrearmos nas barritas!
    Bem-haja pela partilha…! E ainda bem que me juntei á tribo Slower!
    Beijinhos da costa alentejana, Xana

    1. Que bom xana, e bem-vinda! Espero que gostes das barras. Depois de fazer a primeira vez torna-se mais facil de adaptar ao vosso gosto, mais cacau, menos côco, etc. Se tiveres algum tema que gostasses de ver aqui falado ou outra sugestão, diz. Um beijinho

      1. Antes de mais, as barrinhas estão altamente aprovadas!!! Obrigaa mais uma vez!!
        Entretanto lembrei-me que talvez saibas mais algumas receitas assim: simples, calmas e muito mais saudáveis para todos nos!
        Bem-haja pelo Slower e beijinhos da costa alentejana,Xana

  2. Olá Filipa! Que bom ter entrado nesta tribo, que bom! Também andamos muito em modo “slower” e caseiro. As granolas e barritas caseiras que tenho visto levam quase todas mel, ao qual sou alérgica, e andava “desgostosa” por não encontrar uma alternativa. Finalmente, encontrei, obrigada!

  3. Hello! Cá por casa não somos fãs de côco…dá para não pôr ou substituir por outra coisa? Bjs e obrigada pela partilha😉

COMENTAR