SETE DIAS, SETE PRATOS · MARINA COSTA AMADO


A amizade da Nina foi um dos bons “presentes” que esta “coisa” da Internet me trouxe.

A Nina era uma assídua e querida seguidora do seismaisdois. Um dia a Nina e o Ricardo escolheram vir festejar o primeiro aniversário da sua filha em Portugal e, recebi deles um e-mail a perguntar por sítios bonitos para um piquenique. Mas, na verdade eu sabia que o tempo andava incerto e então convidei-os para um lanche pequeno e familiar, para festejar o aniversário da pequena Thereza. E assim foi. A verdade é que desde que entraram na nossa porta nesse dia até hoje ficámos com uma forte amizade com esta família. Mesmo a um oceano de distância.

LER MAIS

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.

OFICINA DE MACRAMÉ


É um sonho muito antigo que tenho, aprender a fazer macramé. Depois de aprender, miserável, a fazer tricot a partir de vídeos do youtube e costura, sozinha por tentativa-erro, prometi a mim mesma que, no macramé, uma arte tão útil e bonita, tinha de ser exímia. Quero oferecer presentes de Natal feitos por mim e, com esta técnica dos nós, consigo fazer peças únicas e lindas. E quero fazer um porta-vasos para a nossa sala (e para o meu amigo secreto).

LER MAIS

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.

SETE DIAS SETE PRATOS · MARIANA AMARAL


Esta semana no sete dias sete pratos trazemos uma família próxima de nós. A Mariana é casada e mãe de 3 rapazes com 8, 6 e 3 anos. Actriz de formação é fundadora da Companhia de Teatro da Chaminé e, quando não está a treinar dragões ou a ensaiar outras histórias fantásticas, é frequente encontrá-la na cozinha a fazer magia. É uma cozinheira criativa e de mão cheia, sempre com o cuidado de porporcionar uma alimentação saudável, apetecível e colorida aos seus rapazes.LER MAIS

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.

SETE DIAS, SETE PRATOS · LOS AMADOS


Esta semana trazemos para o Sete Dias Sete Pratos, uma família muito especial e divertida. Uma família que todos adoramos, sobretudo pela a sua simplicidade, cumplicidade e sentido de humor com que partilham o seu dia-a-dia.

LER MAIS

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.

OFICINA DE PÃO


Deixar de comprar pão foi para nós, além de uma decisão, um longo caminho. Um compromisso connosco próprios que começou com uma pesquisa grande sobre todo este bonito processo. Que farinha, que fermento, que ritmos etc. etc. Mais tarde, deparámos-nos com um site de um tal padeiro português que vivia em Estocolmo e que percebia tanto de pão que trocou a informática pelo pão. A engenharia pela padaria. Rapidamente o seu site se tornou, para nós, uma bíblia do pão, onde aprendemos a aperfeiçoar o nosso pão, a fazer fermento e até um delicioso e insubstituível pão de leite (ou pão de hambúrguer) que tanto usamos lá por casa. Quando chegou a altura de escrever um livro convidámos – ainda sem o conhecer pessoalmente – o Paulo para partilhar connosco uma das receitas tanto usadas em nossa casa: o fermento caseiro.LER MAIS

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.

SETE DIAS, SETE PRATOS · CONSTANÇA CABRAL


A nossa primeira convidada do Sete Dias Sete Pratos é, desde há muito tempo, uma grande inspiração para mim e devo-lhe muitas mudanças que fiz na minha vida (embora, provavelmente, ela não o saiba). Tive também o privilegio de a ter a contribuir para o meu livro com os seus “eco-sacos para fruta e legumes” que são hoje fundamentais nas minhas idas às compras.
Já tive o prazer de a conhecer pessoalmente na sua última vinda a Portugal e, apesar de nunca ter experimentado um dos seus pratos, tenho a certeza que é uma excelente cozinheira. Depois de lerem e verem a fotos vão perceber!LER MAIS

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.

SETE DIAS, SETE PRATOS · MARIA CORDOEIRO


@lucianevalles

A série Sete Dias, Sete Pratos, que tem hoje início irá trazer – todas as semanas – ao Slower um convidado especial para partilhar connosco sete sugestões para sete refeições de forma a que os nossos leitores possam ter novas ideias para planear as suas refeições.

A ideia é, também, introduzir quem apresenta a ementa. As suas rotinas do dia-a-dia. Como fazem para conciliar a cozinha, o trabalho e a família. Se gostam de cozinhar ou se dispensavam. Como é que cozinham. Sozinhos, descalços, com música, sem avental. Em família, com amigos ou em jeito de programa romântico. Se têm alguém que o faça por vocês ou se gostavam de o ter. Se cozinham mais depressa ou bem devagar. Se é uma tarefa que fazem diariamente, esporadicamente ou se gostam de “despachar” e armazenar uma série de refeições de uma só empreitada.LER MAIS

Maria Cordoeiro
É psicóloga. Tem quatro filhos. Um marido. Dois cães. Gosta de dias tranquilos mas que não lhe fujam dos planos. Gosta de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de se deitar tarde, de tricotar e de ir à praia. Gosta de fazer coisas em geral e de pessoas em particular. Ou vice-versa. Tem um blogue onde conta alguns pormenores do seu dia-a-dia e onde fala da sua procura de um equilíbrio que considera urgente: parar e aproveitar todos os momentos, em contacto com a Natureza e com os outros. Em 2017 escreve o livro Viver Devagar e inicia a sua colaboração com o Slower.